Traficantes espancam quem fura a quarentena no RJ

No chamado "carro da lapada", traficantes também exibem os fuzis, conforme relatos nas redes sociais. “Abrace o papo ou o papo vai te abraçar”, diz o carro de som.

( Ainda segundo as denuncias, duas pessoas já foram agredidas. | Reprodução)

Moradores da comunidade de Acari, no Rio de Janeiro, estão enfrentando mais um problema causado pela pandemia do Covid-19.

Além do risco de ser contaminado, eles agora correm o risco de sofrerem agressões por parte do grupo que controla o tráfico da região.

Segundo informações do jornal O Dia, pessoas que furam a quarentena imposta desde a última semana, quando um carro de som passou pelas ruas da comunidade informando sobre o “toque de recolher”, acabam sendo espancadas pelos traficantes.

“Os traficantes estão espalhados para colocar o povo que insiste em ficar na rua de volta pra casa, e é na lambada, mesmo. Sem dó, nem piedade.

Eu tenho medo deles e mais ainda dessa doença”, relatou uma moradora, de 45 anos. No chamado ‘carro da lapada’, traficantes também exibem os fuzis, conforme relatos nas redes sociais.

A Polícia Civil informou que foi feito um registro de constrangimento ilegal sobre o caso, com base em divulgações da imprensa e redes sociais. A investigação está em andamento.

VER PRIMEIRO

Receba as notícias do Site Por Dentro da Notícia em primeira mão. Clique em curtir no endereço baixo https://www.facebook.com/pordentrodanoticiaoficial/?ref=bookmarks

Next Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Proibida a cópia. Entre em contato conosco