MG: homem mata companheira com golpes de machado e se suicida

Geraldo Alves de Freitas, 48 anos desferiu vários golpes de machado em Lourdes Esmerinda Araújo de Freitas, de 47 anos, que morreu no local do crime e se matou em seguida.

(Foto: Reprodução)

Um homem de 48 anos matou a companheira com um golpe de machado e se matou em seguida. Geraldo Alves de Freitas, 48 anos desferiu vários golpes de machado em Lourdes Esmerinda Araújo de Freitas, de 47 anos, que morreu no local do crime e se matou em seguida no último sábado, (25), numa casa no córrego das costas, em Caputira (MG).

O crime aconteceu na casa em que eles moravam a vítima foi golpeada não resistiu aos ferimentos. Após o crime, o homem teria fugido do local indo para o córrego do jaó, a 20 quilômetros da sua casa onde chegando, subiu num poste de energia agarrado nos fios de alta tensão vindo a morrer eletrocutado.

(Foto: Reprodução)

Segundo a polícia militar, foi acionada a comparecer ao córrego do jaó, onde havia um corpo caído em meio a lavoura. Ao chegarem local onde se depararam com um corpo em decúbito ventral apresentando esfolamento em ambas as mãos, sendo em seguida, realizado contato com a perícia técnica. A perícia compareceu ao local e realizou os seus trabalhos concluindo que o indivíduo havia subido num poste de energia próximo e agarrado nos fios de alta tensão vindo a sofrer uma descarga elétrica sendo lançado ao solo onde apresentava queimadura na sola dos pês e das mãos.

Tão logo o corpo foi liberado para funerária, os policiais se deslocaram a residência da vítima até então para comunicar o fato, chegando na casa da vítima depararam com a varanda com manchas de sangue. Em contato com vizinhos, estes nos disseram que ouviram um grito de madrugada vindo da residência do casal, e que depois não se ouviu mais nada. Porem pediram testemunha, que olhasse por debaixo da porta da cozinha da casa do casal e este viu o corpo da senhora Lourdes caído ao solo todo ensanguentado. Diante de tal situação, a polícia militar abrir a porta e encontra o corpo já sem vida apresentando ferimentos na região craniana, e o machado supostamente usado no crime ao lado da vítima.

Novamente realizaram contato com o pericia que compareceram ao local e fez os trabalhos de praxe liberando o corpo para funerária. Saliento que da residência do autor até o lugar onde ele cometeu suicídio deve ter uns 20 quilômetros, e que ele fez esse trajeto possivelmente a pé.

Conforme dito por testemunha, o casal estaria passando por momentos turbulentos no relacionamento, e que a dona Lourdes inclusive teria deixado o lar por alguns dias indo morar com a genitora dela. E acabou que Geraldo a convenceu a retornar para casa.

De acordo com as informações o autor teria descoberto uma possível traição da sua esposa, e teria dito a um amigo que mataria a esposa e depois iria tirar a própria vida. Amigo disse que conversou muito com o senhor Geraldo e que este lhe garantiu que não mais faria tal coisa.

A arma utilizada no crime segue apreendida, registro para devidos fins.

Daqui Notícias

VER PRIMEIRO

Receba as notícias do Site Por Dentro da Notícia em primeira mão. Clique em curtir no endereço baixo https://www.facebook.com/pordentrodanoticiaoficial/?ref=bookmarks

 

Next Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Proibida a cópia. Entre em contato conosco