MG: bandido solto por causa da pandemia do coronavírus estupra e mata jovem

O crime ocorreu na cidade de Poços de Caldas, no Sul de Minas Gerais.

(Foto: Redes Sociais)

Um presidiário de 35 anos confessou ter estuprado e matado a jovem Jenifer Hugo Modesto, de 18 anos, durante o período de liberdade provisória obtida junto por causa da pandemia do novo coronavírus. O crime ocorreu na cidade de Poços de Caldas, no Sul de Minas Gerais.

As investigações da Polícia Civil começaram em (04 de abril), após o desaparecimento da jovem. Em coletiva de imprensa, o Delegado  Cleyson Rodrigo Brene, disse que suspeitou do ex-presidiário após verificar que sua nova prisão, no dia 16 de abril, ocorreu após nova tentativa de estupro, próximo ao local do desaparecimento da jovem. Para confirmar a autoria da morte de Jenifer, os policiais foram até o presídio de Botelhos, onde o homem confessou que havia matado a jovem.

O delegado também informou que encontrou na casa do suspeito em Poços de Caldas o celular de Jenifer. Ainda de acordo com o delegado, o presidiário afirmou que utilizou o cabo de celular da própria vítima para estrangulá-la.

O homem estava preso por ter cometido cinco estupros. Ele seguirá preso preventivamente. 

VER PRIMEIRO

Receba as notícias do Site Por Dentro da Notícia em primeira mão. Clique em curtir no endereço baixo https://www.facebook.com/pordentrodanoticiaoficial/?ref=bookmarks

Next Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Proibida a cópia. Entre em contato conosco