Enfermeiro morto por Covid-19 adiou aposentadoria para ajudar na pandemia; vídeo mostra homenagem de amigos dos bombeiros e do Samu

Cícero Romão de Souza tinha 51 anos e atuava no Samu e na Santa Casa de Mogi das Cruzes. Com sirenes e giroflex ligados, amigos dos bombeiros e também do Samu prestaram homenagens.

(Foto: Redes Sociais)

O Coronavírus já chegou no Brasil. A cada dia que passa, os números de casos aumentam. Já são mais de 50.000 brasileiros que tiveram o diagnóstico da doença, sendo que 3.000 pessoas vieram a óbito por conta da infecção. O vírus já se espalhou em todos os estados do país. Existe uma certa preocupação em saber se o Sistema de Saúde (SUS) irá ser capaz de atender uma alta demanda de pacientes.

Diante dessa situação preocupante, existem os profissionais de saúde. Nesse momento, eles são de extrema importância para lidar com a doença. Muitos sacrificam sua vida para ajudar os que mais precisam. É o caso desse enfermeiro. Cícero Romão de Souza, tinha 51 anos de idade. Nesta última quarta-feira (22), ele perdeu sua vida para a infecção da COVID-19. O seu quadro de saúde piorou e causou muita tristeza entre seus familiares e amigos.

Foi relatado que Cícero era bastante querido entre os seus colegas de trabalho. Ele atuava como Samu. Além disso, trabalhava no Hospital Santa Casa, localizado em Mogi Das Cruzes, em São Paulo. Cicero já tinha planos para se aposentar, entretanto, diante de toda essa situação, ele resolveu adiar a aposentadoria e continuar trabalhando para ajudar os seus colegas e todos que precisassem de seus serviços.

Um colega de Cícero contou que o enfermeiro tinha anunciado para os colegas que já tinha cumprido o tempo de trabalho necessário para se aposentar. Muitos disseram para ele aproveitar que a situação estava complicada e já ir se aposentando, para não passar por dificuldades. Entretanto, ele recusou e disse que não deixaria o pessoal nesse momento difícil. O colega de Cícero mostrou-se bastante abalado com a perda.

Um dia após seu falecimento, o enfermeiro recebeu uma homenagem de seus colegas. Através do barulho das sirenes, eles realizaram a consagração. Muitos lamentaram a perda e se lembraram de Cícero como alguém brincalhão e gentil. Ele estava internado desde do dia 14 de abril. Com informações G1.

VER PRIMEIRO

Receba as notícias do Site Por Dentro da Notícia em primeira mão. Clique em curtir no endereço baixo https://www.facebook.com/pordentrodanoticiaoficial/?ref=bookmarks

Next Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Proibida a cópia. Entre em contato conosco