(Foto: Divulgação)

A família da mineira Cleonice Alves da Silva, 41 anos, ainda está abalada com sua morte. De acordo com a polícia, ela foi morta pelo ex-marido na noite de sexta-feira, (31 de maio). O filho, Lucas Silva, que identificou sua mãe para as autoridades, disse que “não entende o que aconteceu”. Ele contou que Cleonice se mudou para os Estados Unidos há 14 anos. Ele chegou aqui há cerca de um ano e meio e mantinha contato com sua mãe regularmente. O jovem disse que ainda está buscando respostas para o crime. O ex-marido da vítima, Antônio Lucas, o Neguinho, foi preso na noite de sexta-feira, depois que a polícia foi chamada.

Continua depois da publicidade

Entenda o caso

Na noite de sexta-feira, 31, por volta das 9 horas, oficiais do Departamento Policial de Worcester (Massachusetts) foram acionados para atender a uma ocorrência no 27 Country Street. De acordo com informações, no local havia ocorrido um esfaqueamento. Quando os policiais chegaram, encontraram várias testemunhas, que disseram que uma mulher havia sido morta.

(Foto: Divulgação)

O suspeito foi identificado como sendo o brasileiro Antônio Lucas, mais conhecido na comunidade por Neguinho, 40 anos de idade. Ele foi preso ainda na residência onde aconteceu o assassinato. Quando os policiais entraram, viram o corpo da brasileira Cleonice Alves coberto de sangue e com sinais de esfaqueamento.

Os paramédicos que atenderam à ocorrência a declararam morta no local. Neguinho era ex-marido de Cleo, como ela era mais conhecida na comunidade. Ele foi preso e pode se indiciado por assassinato em primeiro grau.

De acordo com as informações publicadas nas redes sociais, apesar de os dois estarem separados, eles viviam na mesma casa, que teria sido comprada em conjunto. Os dois tiveram um relacionamento, mas, após o término, eles decidiram ficar no mesmo imóvel, até vendê-lo, pois ambos eram os donos.

Cleo se envolveu em outro relacionamento, que terminou recentemente. Durante o tempo em que ela estava junto com a outra pessoa, Neguinho foi morar em outra casa, mas, com o término, ele retornou. De acordo com informações de testemunhas, na noite do crime, Cleo e Neguinho tiveram uma discussão pelo fato de ela permitir que amigos homossexuais dormissem no imóvel.

A brasileira trabalhou por muito tempo na pizzaria Golden Pizza, localizada na cidade de Worcester. Ela era conhecida pelos amigos pelo sorriso e por estar sempre animando todos à sua volta. Cleo era natural de Açucena (Minas Gerais) e mãe de um jovem de 19 anos de idade, que também mora nos Estados Unidos. Ela tem uma neta no Brasil. Residindo há 14 anos nesse país, ela trabalhava recentemente na área de limpeza, dirigindo sua própria empresa.

Neguinho teve uma audiência na segunda-feira, (03 de junho), no Tribunal Distrital de Worcester.

Neguinho e Cleonice haviam terminado um relacionamento, mas continuavam a viver na mesma casa e teriam discutido no momento do crime. 

(Por Dentro da Notícia/Brazilian Times)

Compartilhe em suas redes sociais!

Siga o Site Por Dentro da Noticia também no Instagram https://www.instagram.com/por_dentro_da_noticia_/?hl=pt-br, e fique por dentro de todas as novidades!

VER PRIMEIRO

Receba as notícias do Site Por Dentro da Notícia em primeira mão. Clique em curtir no endereço baixo https://www.facebook.com/pordentrodanoticiaoficial/?ref=bookmarks .

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here